A Coleção Seixas do Museu de Marinha

A Coleção Seixas do Museu de Marinha Certamente quase todos os membros da Confraria Marítima de Portugal – Liga Naval Portuguesa conhecem a Messe de Cascais. Também praticamente todos saberão que o edifício onde a mesma se encontra é conhecido por Palácio “Seixas”. E a maioria saberá que esse nome se deve ao benemérito, Henrique Maufroy de Seixas, que deixou em testamento este palácio para a Marinha. Provavelmente já será menor o número daqueles que conhecerão com algum detalhe quem foi Seixas e que outros contributos relevantes ele deu à Marinha, nomeadamente ao seu Museu. O principal propósito deste breve apontamento é dar a conhecer esta figura e apresentar algumas das coleções que doou ao Museu de Marinha, mesmo correndo o risco de não trazer grandes novidades para quem conheça bem a história do Museu de Marinha. Henrique Maufroy de Seixas nasceu na freguesia das Mercês, em Lisboa, a 15 de abril de 1886. Curiosamente, encontram-se algumas vezes referência a 1887 como ano do seu nascimento. Por exemplo, a Revista da Armada dedicou-lhe, um pequeno artigo de homenagem, em abril de 1986, sendo referido que o dito artigo tinha como propósito lembrar o centenário do seu nascimento, que ocorreria no ano seguinte. Inclusivamente, foi incluída uma Nota da Redação com o seguinte texto: “N. R. – Um ano antes do centenário do nascimento de tão notável cidadão e grande amigo da Marinha, a “Revista da Armada” rende-lhe as suas homenagens, recordando-o com saudade e admiração”. No entanto, entre a documentação constante no seu espólio, existente no Museu de Marinha, encontram-se o seu assento de nascimento e também o de óbito, e ambos coincidem com o ano de 1886. Era filho de Henrique Júlio de Seixas e Marie Louise Maufroy, nascida em França, sendo ambos solteiros. Seu avô paterno, Manuel António … Continue reading “A Coleção Seixas do Museu de Marinha”

Da importância do COLD IRONING na poluição marítima
Cold ironing no porto de San Diego (imagem Cody Hooven)

Da importância do COLD IRONING na poluição marítima 30-07-2021 As emissões poluentes dos grandes navios e a importância do ”Cold LER ARTIGO

A Marinha Mercante Nacional
As superestruturas do LAURA S durante uma escala no porto da Graciosa em julho de 2017 (imagem MM Betencourt)

A Marinha Mercante Nacional 30-06-2021 Este singelo “depoimento” é, naturalmente, subjectivo, mas traduz o sentimento fruto de muitos anos de LER ARTIGO

“Portugal é um País de Marinheiros”

“Portugal é um País de Marinheiros” 30/05/2021 “Portugal é um País de Marinheiros” é uma afirmação muito usada e ouvida LER ARTIGO

Um país marítimo que não aproveita o mar

Um país marítimo que não aproveita o mar 30/04/2021 O mar é vital para os seres humanos e para o LER ARTIGO

O Mar no Plano de Recuperação e Resiliência
O Mar no Plano de Recuperação e Resiliência

O Mar no Plano de Recuperação e Resiliência 31/03/2021 Eu vou tomar como adquirido que o leitor está convencido que LER ARTIGO

Contornar o Cabo das Tormentas
O Cabo da Boa Esperança ou das Tormentas (Imagen de Robert Pastryk em Pixabay)

Contornar o Cabo das Tormentas 31/10/2020 Neste século XXI, nunca como agora, a economia portuguesa, em geral, e a Economia LER ARTIGO

REGATA DE DISCOVERIES RACE | VERÃO 2019

A Regata organizada pela Cofradia Europea de la Vela pretende ser uma homenagem aos Grandes Países descobridores e aos territórios descobertos. Esta segunda edição decorrerá entre as cidades de Viana do Castelo, Cascais, Funchal e Las Palmas de Gran Canaria, entre 31 de julho a 14 de agosto de 2019. A DISCOVERIES RACE 2019 visa não só promover o intercâmbio desportivo, cultural e económico, mas também descobrir e desenvolver a compreensão e amizade entre amigos de diferentes nacionalidades, unidos por uma paixão comum: o Mar. A Cofradia Europea de la Vela vai promover e gerir o sucesso da DISCOVERIES RACE 2019 com o apoio de Patrocinadores, Colaboradores e Organizadores, bem como com a ajuda dos diferentes capítulos europeus e ibero-americanos que compõem a nossa organização. O troféu principal (Fernão de Magalhães) será atribuído ao participante que tenha efectuado a Regata completa, ou seja, todas as provas para cuja organização contamos com os seguintes Clubes e Associação: CLUBE DE VELA DE VIANA DO CASTELO (CVVC) CLUBE NAVAL DE CASCAIS (CNC) ASSOCIAÇĀO REGIONAL DE VELA DA MADEIRA (ARVM) REAL CLUB NAUTICO DE LAS PALMAS DE GRAN CANARIA (RCNGC) Todas as informações detalhadas podem ser encontradas clicando no link do PDF: Discoveries Race 2019 anuncio regata

55º encontro da Confraria Marítima de Portugal

A 8 de fevereiro de 1519, há 500 anos, Fernão de Magalhães já se encontrava em Sevilha. Para trás ficavam 40 anos duma vida muito agitada de marinheiro e soldado português. Agora, Fernão concentrava-se na preparação da sua expedição. Haveria de partir quase 8 meses depois, de Sanlúcar de Barrameda, na foz do rio Guadalquivir, a leste Huelva, no dia 20 de setembro.   Jantar debate "Fernão de Magalhães - V centenário da viagem de circum-navegação" Connosco tivemos o Dr. Manuel Villas Boas, familiar de Fernão de Magalhães e autor da obra «Os Magalhães - cinco séculos de aventuras, Editorial Estampa, 1998» Gastronomicamente fomos brindados com a excelente refeição confeccionada por cozinheiros da famosa escola da Marinha de Guerra Portuguesa. Um fabuloso jantar-debate que ninguém deveria perder. No centenário de Magalhães jantámos com um Magalhães!