NRP GAGO COUTINHO

O Projeto de Extensão da Plataforma Continental de Portugal

O Projeto de Extensão da Plataforma Continental de Portugal Para quem segue com alguma regularidade as notícias e desenvolvimentos ligados à temática do Mar, o conjunto de assuntos normalmente referidos pela maioria dos meios de comunicação social concentra-se em áreas mais “tradicionais” que, no fundo, têm acompanhado a História de Portugal e contribuído, de uma forma ou de outra, para importantes evoluções sociais e económicas. O sector das pescas é, claramente, uma das áreas privilegiadas por esta maior atenção mediática. Em anos mais recentes outros setores têm vindo a ganhar uma maior importância, sobretudo em razão do seu contributo para economia nacional: os portos, a aquacultura ou o turismo. Embora o projeto de extensão da plataforma continental tenha sido iniciado há mais de 15 anos, em agosto de 2017 voltou a “competir” no espaço mediático com aqueles setores mais tradicionais ligados ao mar de Portugal. Foi precisamente nesta altura que se iniciou a última fase do Projeto de Extensão com o início da sua avaliação pela Comissão de Limites da Plataforma Continental (CLPC) da Organização das Nações Unidas (ONU). A proposta portuguesa tinha sido entregue na ONU em maio de 2009 (a 44ª a dar entrada na CLPC) com uma dimensão aproximada de 2.150.000 km2. A 1 de agosto de 2017 foi entregue uma Adenda à Proposta, baseada nos dados de batimetria, geologia e geofísica, recolhidos desde 2009. Esta Adenda inclui um novo limite exterior da Plataforma Continental com uma área aproximada de 2.400.000 km2. Decorridos oito anos desde a entrega da Proposta portuguesa, apenas a 24 de julho de 2017 a CLPC procedeu à designação dos sete membros que compõem a subcomissão encarregue de analisá-la. É no âmbito desta subcomissão que decorre a avaliação da Proposta, eminentemente de carácter técnico e científico, suportada pelas disposições jurídicas relevantes da Convenção … Continue reading “O Projeto de Extensão da Plataforma Continental de Portugal”

Cristóvão Santos recebe o prémio Confraria Marítima 2020
Cristóvão Santos na ponte do WORLD EXPLORER, durante uma escala no porto de Catania, ilha Sicília

Cristóvão Santos recebe o prémio Confraria Marítima 2020 Na ENIDH, a Confraria Marítima premiou o melhor aluno do curso de LER ARTIGO

Contornar o Cabo das Tormentas
O Cabo da Boa Esperança ou das Tormentas (Imagen de Robert Pastryk em Pixabay)

Contornar o Cabo das Tormentas Neste século XXI, nunca como agora, a economia portuguesa, em geral, e a Economia do LER ARTIGO

Comandante Cristina Alves distinguida pela ALUMNI da Escola Náutica
Cristina Alves recebendo o prémio das mãos do Ministro do Mar

Comandante Cristina Alves distinguida pela ALUMNI da Escola Náutica A nossa confreira Cristina Alves foi distinguida com o prémio CARREIRA LER ARTIGO

O Mar
MSC MAGNIFICA no terminal de passageiros do Porto de Leixões (imagem APDL)

O Mar O mar como opção estratégica. Como opção estratégica porque o mar foi o nosso passado, mas é também LER ARTIGO

Henrique Portela Guedes é o novo Adido de Defesa em Berlim
Cmdt Portela Guedes, devidamente uniformizado com os alamares indicativos das funções de adido militar. (imagem EMGFA)

Henrique Portela Guedes é o novo Adido de Defesa em Berlim O nosso confrade Henrique Peyroteo Portela Guedes, está desde LER ARTIGO

Recordando o 54º Encontro (16 de novembro de 2018)
54 encontro

Recordando o 54º Encontro (16 de novembro de 2018) A Confraria Marítima de Portugal realizou o seu 54º Encontro no LER ARTIGO

59º Encontro da Confraria Marítima – Liga Naval Portuguesa

= EVENTO ADIADO = Jantar-debate: “A Pirataria Marítima Contemporânea” Local: Restaurante da ANL, em Belém, Lisboa Traje: passeio  (as confreiras e os confrades deverão usar os símbolos da CMP-LNP:  capa, lenço ou gravata, emblema e medalha) Data: 20 Março 2020, às 20h00 Inscrições:   mmarques@lbranco.pt (inscreva-se o mais depressa possível e no limite antes de 15 de março – pode trazer convidados) Valor da participação: 25 € (a pagar em dinheiro no local) Em 2007 o mundo acordou para um surto de pirataria no Golfo de Adén e ao largo da Somália, afetando diretamente as comunicações marítimas que ligam a Ásia à Europa. De imediato subiram os seguros e os fretes, e muitos armadores alteraram as rotas dos seus navios, com maiores custos. A comunidade internacional reagiu deslocando forças navais para a área. A pirataria marítima, que esteve adormecida durante o século XIX, ressurgia com clamor. Onde estão hoje localizados os hot spots da pirataria marítima a nível mundial? Qual tem sido o contributo da Marinha Portuguesa para o combate a este fenómeno? O que mais pode ser feito para o minimizar? No nosso próximo encontro, vamos ouvir o Cmdt. Henrique Portela Guedes falar sobre a atual situação da pirataria marítima. Para além do jantar confecionado pelo restaurante da Associação Naval de Lisboa, o programa inclui ainda a Cerimónia de Entronização dos novos confrades: José Inácio da Costa Lopes – Comandante da Caravela VERA CRUZ André Marques Pereira – Prémio melhor aluno do Curso de Mestrado em Pilotagem da ENIDH, oficial da Marinha Mercante de Portugal A NÃO PERDER! Agradece-se aos Confrades que pretendam adquirir Capa, Gravata ou Lenço, o favor de assinalar com antecedência essa intenção.

Apresentação da obra LUGARES AZUIS

Na presença do almirante António Silva Ribeiro, do autor, Dr. Miguel Marques, do editor, almirante Henrique Alexandre da Fonseca, o historiador Alfredo Pinheiro Marques e o almirante José Bastos Saldanha apresentam-nos a nova publicação das Edições Revista de Marinha, Lugares Azuis. Preside à sessão o Eng. Aires Pereira, Presidente da Câmara Municipal da Póvoa do Varzim. O livro leva-nos à descoberta das histórias escondidas em lugares de Portugal marcados pela água doce ou salgada. O Sítio do Penedo (Porto Santo), a Praia do Norte, na Nazaré, o Caldeirão, na ilha do Corvo, e Rabo de Peixe, em São Miguel, ambos nos Açores, o Parque das Nações em Lisboa, Cascais, Esposende e o  Mar da Póvoa de Varzim, entre muitos outros. Cada lugar azul retratado encerra toda uma História marítima, cada texto tem uma relevante mensagem sobre o presente e o futuro do mar, dos lagos e dos rios. José Miguel Dantas Maio Marques, nasceu em 1975, na cidade da Póvoa de Varzim. Licenciou-se em Economia na Faculdade de Economia da Universidade do Porto. É professor no ensino superior, é autor de livros e artigos científicos sobre a economia do mar e tem sido orador em conferências internacionais de referência como são as das Nações Unidas e as da União Europeia. A sua vasta experiência nacional e internacional nos temas do mar levou a Marinha Portuguesa a convidá-lo para membro do Conselho Superior do Centro de Estudos Estratégicos da Marinha. Contacto: 919964738  

A Confraria Marítima de Portugal tem nova sede na ex-Fábrica Nacional de Cordoaria

Na sequência da decisão tomada na última Assembleia Geral, a direção Confraria Marítima de Portugal (CMP) firmou um protocolo de colaboração com a Marinha Portuguesa, para poder utilizar regularmente um espaço na ex-Fábrica Nacional de Cordoaria.

“O Futuro de Portugal está no Mar” – 120 anos da Liga Naval Portuguesa

Na viragem do séc. XIX para o séc. XX viviam-se os anos da “paz armada” que conduziu a uma guerra LER ARTIGO

Recordando o passeio no Barco Évora no dia 10 de junho de 2019

Conforme em tempo amplamente divulgado pela Direcção, a Confraria Marítima de Portugal realizou no passado dia 10 de Junho, Dia LER ARTIGO

Contornar o Cabo das Tormentas
O Cabo da Boa Esperança ou das Tormentas (Imagen de Robert Pastryk em Pixabay)

Contornar o Cabo das Tormentas Neste século XXI, nunca como agora, a economia portuguesa, em geral, e a Economia do LER ARTIGO

Cristóvão Santos recebe o prémio Confraria Marítima 2020
Cristóvão Santos na ponte do WORLD EXPLORER, durante uma escala no porto de Catania, ilha Sicília

Cristóvão Santos recebe o prémio Confraria Marítima 2020 Na ENIDH, a Confraria Marítima premiou o melhor aluno do curso de LER ARTIGO

Comandante Cristina Alves distinguida pela ALUMNI da Escola Náutica
Cristina Alves recebendo o prémio das mãos do Ministro do Mar

Comandante Cristina Alves distinguida pela ALUMNI da Escola Náutica A nossa confreira Cristina Alves foi distinguida com o prémio CARREIRA LER ARTIGO

O Mar
MSC MAGNIFICA no terminal de passageiros do Porto de Leixões (imagem APDL)

O Mar O mar como opção estratégica. Como opção estratégica porque o mar foi o nosso passado, mas é também LER ARTIGO

Apresentação do livro “Espadas, Sabres, Adagas e Talins da Marinha Portuguesa”, de Paulo Santos

A obra, uma investigação sobre o desconhecido historial das espadas e outras armas brancas utilizadas na Armada Portuguesa desde o Século XVIII até ao presente, através uma pesquisa baseada em peças existentes — espalhadas por instituições públicas e colecções privadas — e de iconografia diversa. A sua leitura passará a ser obrigatória para todos aqueles que se interessam pela nossa história marítima, especialmente no que diz respeito a armamento e uniformes. O livro contém muitas descrições e informações sobre a evolução desta peça do uniforme naval, completada também pela descrição dos sabres e espadins de combate ou de organismos específicos como a Banda da Armada e a Fanfarra. O autor está de parabéns pelo magnífico trabalho apresentado, conseguindo reunir uma importante pesquisa histórica com uma excelente apresentação gráfica.